A ARTE DE ESCUTAR

05-10-2012 15:12

(Frognerseteren, Noruega - 3ª palestra 9 de setembro, 1933)

ESTA MANHÃ VOU APENAS RESPONDER A PERGUNTAS.

PERGUNTA: ACREDITA NA EFICÁCIA DA ORAÇÃO, E NO VALOR DA ORAÇÃO DIRIGIDA DA COMPAIXÃO INCONDICIONAL PARA O INFORTÚNIO E O SOFRIMENTO DOS OUTROS? NÃO PODE A ORAÇÃO, NO SENTIDO CORRETO, OCASIONAR A LIBERDADE DE QUE FALA?

KRISHNAMURTI: QUANDO USAMOS A PALAVRA “ORAÇÃO”, PENSO QUE A USAMOS COM UM SIGNIFICADO MUITO DEFINIDO. CONFORME É GERALMENTE COMPREENDIDA, SIGNIFICA IMPLORAR A ALGUÉM FORA DE NÓS PRÓPRIOS QUE NOS DÊ FORÇA, COMPREENSÃO, ETC. ISTO É, ESTAMOS À PROCURA DA AJUDA DE UMA FONTE EXTERNA.

QUANDO ESTÃO SOFRENDO E CONTAM COM OUTRO PARA OS ALIVIAR DESSE SOFRIMENTO, ESTÃO APENAS CRIANDO NA VOSSA MENTE, E POR ISSO NA VOSSA AÇÃO, INCOMPLETUDE, DUALIDADE. PORTANTO DO MEU PONTO DE VISTA, A ORAÇÃO, CONFORME É COMUMENTE COMPREENDIDA, NÃO TEM VALOR.

PODEM ESQUECER O VOSSO SOFRIMENTO NA VOSSA ORAÇÃO, MAS NÃO COMPREENDERAM A CAUSA DO SOFRIMENTO. SIMPLESMENTE SE PERDERAM NA ORAÇÃO; SUGERIRAM A SI PRÓPRIOS CERTAS MANEIRAS DE VIVER. PORTANTO A ORAÇÃO NO SENTIDO VULGAR DA PALAVRA, ISTO É, CONTAR COM ALGUÉM PARA ALÍVIO DO SOFRIMENTO, NÃO TEM PARA MIM QUALQUER VALOR.

MAS SE ME PERMITEM USAR A PALAVRA COM UM SIGNIFICADO DIFERENTE, EU PENSO QUE EXISTE UMA ORAÇÃO QUE NÃO É UM CONTAR COM ALGUÉM PARA AJUDA; É UM ALERTA CONTÍNUO DA MENTE, UM ESTADO DESPERTO NO QUAL SE COMPREENDEM A SI MESMOS. NESSE ESTADO DE ORAÇÃO VOCÊS SABEM A CAUSA DO SOFRIMENTO, A CAUSA DA CONFUSÃO, A CAUSA DE UM PROBLEMA.

A MAIOR PARTE DE NÓS, QUANDO TEM UM PROBLEMA, PROCURA IMEDIATAMENTE UMA SOLUÇÃO. QUANDO ENCONTRAMOS UMA SOLUÇÃO PENSAMOS QUE RESOLVEMOS O PROBLEMA, MAS NÃO O FIZEMOS. SOMENTE FUGIMOS DELE. A ORAÇÃO, NO SENTIDO CONVENCIONAL DA PALAVRA, É ASSIM UMA FUGA. MAS A VERDADEIRA ORAÇÃO, CREIO, É AÇÃO COM INTERESSE DESPERTO NA VIDA.

COMENTÁRIO DA AUDIÊNCIA: ACHA QUE A ORAÇÃO DE UMA MÃE PELOS SEUS FILHOS PODE SER BOM PARA ELES?

KRISHNAMURTI: O QUE É QUE VOCÊ ACHA?

COMENTÁRIO: ESPERO QUE SEJA BOM PARA ELES.

KRISHNAMURTI: O QUE QUER DIZER COM SER BOM PARA ELES? NÃO HÁ OUTRA COISA QUE SE POSSA FAZER PARA AJUDAR? O QUE SE PODE FAZER POR ALGUÉM QUANDO ESSA PESSOA ESTÁ SOFRENDO? PODE-SE DAR SIMPATIA E AFETO. SUPONHAM QUE ESTOU SOFRENDO PORQUE AMO ALGUÉM QUE NÃO ME AMA, E ACONTECE QUE SOU O VOSSO FILHO. A VOSSA ORAÇÃO NÃO ALIVIARÁ O MEU SOFRIMENTO.

O QUE ACONTECE? VOCÊS DISCUTEM O ASSUNTO COMIGO, MAS A DOR PERMANECE PORQUE EU QUERO ESSE AMOR. O QUE É QUE QUEREM FAZER QUANDO VEEM ALGUÉM QUE AMAM SOFRER? QUEREM AJUDAR; QUEREM RETIRAR O SOFRIMENTO DESSA PESSOA. MAS NÃO PODEM, PORQUE ESSE SOFRIMENTO É A SUA PRISÃO. É A PRISÃO QUE ESSA PRÓPRIA PESSOA CRIOU, UMA PRISÃO QUE NÃO PODEM RETIRAR – MAS ISSO NÃO SIGNIFICA QUE A VOSSA ATITUDE DEVA SER DE INDIFERENÇA.

ORA QUANDO ALGUÉM QUE AMAM ESTÁ SOFRENDO, E VOCÊS NÃO PODEM FAZER NADA POR ESSA PESSOA, VOLTAM-SE PARA A ORAÇÃO, ESPERANDO QUE ALGUM MILAGRE ACONTEÇA PARA ALIVIAR O SEU SOFRIMENTO; MAS UMA VEZ QUE COMPREENDAM QUE O SOFRIMENTO É CAUSADO PELA IGNORÂNCIA CRIADA POR ESSA PRÓPRIA PESSOA, ENTÃO PERCEBERÃO QUE PODEM LHE DAR SIMPATIA E AFETO, MAS NÃO PODEM RETIRAR O SEU SOFRIMENTO.

COMENTÁRIO: MAS NÓS QUEREMOS ALIVIAR O NOSSO PRÓPRIO SOFRIMENTO.

KRISHNAMURTI: ISSO É DIFERENTE.

PERGUNTA: O SENHOR DIZ, “ENFRENTEM TODAS AS EXPERIÊNCIAS CONFORME ELAS VÊM.” ENTÃO, E ESSES TERRÍVEIS INFORTÚNIOS TAIS COMO SER CONDENADO A PRISÃO PERPÉTUA, OU SER QUEIMADO VIVO POR TER CERTAS OPINIÕES POLÍTICAS OU RELIGIOSAS – INFORTÚNIOS QUE FORAM REALMENTE O DESTINO DE SERES HUMANOS? PEDIRIA A ESSAS PESSOAS PARA SE SUBMETEREM AOS SEUS INFORTÚNIOS E NÃO TENTAR VENCÊ-LOS?

KRISHNAMURTI: SUPONHAM QUE EU COMETA UM ASSASSINATO; ENTÃO A SOCIEDADE PÕE-ME NA PRISÃO PORQUE EU FIZ ALGO QUE É INERENTEMENTE ERRADO. OU SUPONHAM QUE ALGUMA FORÇA EXTERIOR ME IMPELE A FAZER ALGO QUE DESAPROVAM, E VOCÊS EM PAGA FAZEM-ME MAL. QUE HEI-DE FAZER? SUPONHAM QUE DAQUI A ALGUNS ANOS, NESTE PAÍS, DECIDEM QUE NÃO ME QUEREM AQUI DEVIDO AO QUE EU DIGO. QUE POSSO FAZER? NÃO POSSO VIR PARA CÁ. ORA, NÃO É AFINAL A MENTE QUE DÁ VALOR A ESSES TERMOS “FELICIDADE” E “INFORTÚNIO”?

SE EU TIVER UMA CERTA CRENÇA E FOR PRESO POR TÊ-LA, NÃO CONSIDERO ESSA PRISÃO COMO SOFRIMENTO, PORQUE A CRENÇA É REALMENTE MINHA. SUPONHAM QUE ACREDITO EM ALGO – ALGO NÃO EXTERNO, ALGO QUE É REAL PARA MIM; SE FOR CASTIGADO POR TER ESSA CRENÇA, NÃO CONSIDERAREI ESSE CASTIGO COMO SOFRIMENTO, PORQUE A CRENÇA PELA QUAL ESTOU SENDO CASTIGADO NÃO É PARA MIM UMA MERA CRENÇA, MAS UMA REALIDADE.

PERGUNTA: FALOU CONTRA O ESPÍRITO DE AQUISIÇÃO, TANTO ESPIRITUAL COMO MATERIAL. A CONTEMPLAÇÃO NÃO NOS AJUDA A COMPREENDER E A ENFRENTAR A VIDA COMPLETAMENTE?

KRISHNAMURTI: NÃO É A CONTEMPLAÇÃO A PRÓPRIA ESSÊNCIA DA AÇÃO? NA ÍNDIA HÁ PESSOAS QUE SE RETIRAM DA VIDA, DO CONTATO DIÁRIO COM OS OUTROS, E RETIRAM-SE PARA OS BOSQUES PARA CONTEMPLAR, PARA ENCONTRAR "DEUS". CHAMAM A ISSO CONTEMPLAÇÃO? EU NÃO LHE CHAMARIA CONTEMPLAÇÃO – É APENAS UMA FUGA DA VIDA. DO FATO DE ENFRENTAR A VIDA COMPLETAMENTE CHEGA A CONTEMPLAÇÃO. A CONTEMPLAÇÃO É AÇÃO.

O PENSAMENTO, QUANDO É COMPLETO, É AÇÃO. O HOMEM QUE, PARA PENSAR, SE RETIRA DO CONTATO DIÁRIO COM A VIDA, TORNA A SUA VIDA ANTINATURAL; PARA ELE A VIDA É CONFUSÃO. A NOSSA PRÓPRIA BUSCA DE "DEUS" OU DA VERDADE É UMA FUGA. PROCURAMOS PORQUE ACHAMOS QUE A VIDA QUE VIVEMOS É FEIA, MONSTRUOSA.

VOCÊS DIZEM, “SE EU PUDER COMPREENDER QUEM CRIOU ESTA COISA, COMPREENDEREI A CRIAÇÃO; RETIRAR-ME-EI DISTO E IREI PARA AQUILO”. MAS, SE EM VEZ DE SE RETIRAREM, TENTASSEM COMPREENDER A CAUSA DA CONFUSÃO NA PRÓPRIA CONFUSÃO, ENTÃO O QUE DESCOBRIRIAM, A VOSSA DESCOBERTA, DESTRUIRIA AQUILO QUE É FALSO.

A MENOS QUE TENHAM SENTIDO A VERDADE, NÃO PODEM SABER O QUE ELA É. NEM PÁGINAS DE DESCRIÇÃO NEM O INTELIGENTE ENTENDIMENTO DO HOMEM PODEM LHES DIZER O QUE É. SÓ PODEM CONHECER A VERDADE POR SI PRÓPRIOS, E PODEM CONHECÊ-LA SOMENTE QUANDO TIVEREM LIBERTADO A MENTE A ILUSÃO. SE A MENTE NÃO ESTIVER LIBERTA, APENAS CRIAM OPOSTOS, E ESTES OPOSTOS TORNAM-SE OS VOSSOS IDEAIS, COMO "DEUS" OU A VERDADE.

SE EU ESTIVER APRISIONADO PELO SOFRIMENTO, PELA DOR, CRIO A IDEIA DE PAZ, A IDEIA DE TRANQUILIDADE. CRIO A IDEIA DE VERDADE DE ACORDO COM OS MEUS GOSTOS E ANTIPATIAS, E POR ISSO ESSA IDEIA NÃO PODE SER VERDADE. CONTUDO É ISSO QUE ESTAMOS CONSTANTEMENTE FAZENDO.

QUANDO CONTEMPLAMOS, COMO GERALMENTE FAZEMOS, ESTAMOS SIMPLESMENTE TENTANDO FUGIR DA CONFUSÃO. “MAS”, DIZEM VOCÊS, “QUANDO ESTOU APRISIONADO PELA CONFUSÃO NÃO POSSO COMPREENDER; TENHO QUE FUGIR DELA PARA COMPREENDER.” ISTO É, ESTÃO TENTANDO APRENDER DO SOFRIMENTO.

MAS SEGUNDO ME PARECE, NÃO PODEM APRENDER NADA DO SOFRIMENTO, EMBORA NÃO DEVAM RETIRAR-SE DELE. A FUNÇÃO DO SOFRIMENTO É DAR-LHES UM CHOQUE TREMENDO; O DESPERTAR CAUSADO POR ESSE CHOQUE CONFERE-LHES DOR, E ENTÃO DIZEM, “DEIXA-ME DESCOBRIR O QUE APRENDO COM ELA.”

ORA SE, EM VEZ DE DIZEREM ISTO, SE MANTIVEREM DESPERTOS DURANTE O CHOQUE DO SOFRIMENTO, ENTÃO ESSA EXPERIÊNCIA PRODUZIRÁ COMPREENSÃO. A COMPREENSÃO RESIDE NO PRÓPRIO SOFRIMENTO, NÃO LONGE DELE; O PRÓPRIO SOFRIMENTO CONFERE A AUSÊNCIA DE SOFRIMENTO.

 

COMENTÁRIO: DISSE NO OUTRO DIA QUE A AUTOANÁLISE É DESTRUTIVA, MAS EU ACHO QUE ANALISAR A CAUSA DO SOFRIMENTO NOS CONFERE SABEDORIA.

KRISHNAMURTI: A SABEDORIA NÃO É UMA ANÁLISE. VOCÊS SOFREM, E PELA ANÁLISE TENTAM ENCONTRAR A CAUSA; ISTO É, ESTÃO ANALISANDO UM EVENTO QUE JÁ ESTÁ MORTO, NO PASSADO.

O QUE TÊM DE FAZER É ENCONTRAR A CAUSA DO SOFRIMENTO NO PRÓPRIO MOMENTO DO SOFRIMENTO. ANALISANDO O SOFRIMENTO VOCÊS NÃO ENCONTRAM A CAUSA; ANALISAM SOMENTE A CAUSA DE UM ATO EM PARTICULAR. DEPOIS DIZEM, “COMPREENDI A CAUSA DESSE SOFRIMENTO”. MAS, NA REALIDADE SOMENTE APRENDERAM A EVITAR O SOFRIMENTO; NÃO LIBERTARAM A VOSSA MENTE DELE.

ESTE PROCESSO DE ACUMULAÇÃO, DE APRENDIZAGEM ATRAVÉS DA ANÁLISE DE UM ATO PARTICULAR, NÃO CONFERE SABEDORIA. A SABEDORIA SÓ SURGE QUANDO A CONSCIÊNCIA DO EU QUE É A CRIADORA, A CAUSA DO SOFRIMENTO, É DISSOLVIDA. ESTOU TORNANDO ISTO DIFÍCIL? QUE ACONTECE QUANDO SOFREMOS? QUEREMOS ALÍVIO IMEDIATO E, PORTANTO, ACEITAMOS QUALQUER COISA QUE NOS É OFERECIDA. EXAMINAMO-LO SUPERFICIALMENTE NO MOMENTO E DIZEMOS QUE APRENDEMOS.

QUANDO ESSA DROGA SE REVELA INSUFICIENTE NO ALÍVIO QUE PROPORCIONA, TOMAMOS OUTRA, MAS O SOFRIMENTO CONTINUA. NÃO É ASSIM? MAS QUANDO SOFREM COMPLETAMENTE, INTEGRALMENTE, NÃO SUPERFICIALMENTE, ENTÃO ALGO ACONTECE; QUANDO TODAS AS AVENIDAS DE FUGA QUE A MENTE INVENTOU FORAM COMPREENDIDAS E BLOQUEADAS, SOMENTE PERMANECE O SOFRIMENTO, E ENTÃO O COMPREENDERÃO. NÃO HÁ CESSAÇÃO ATRAVÉS DE UMA DROGA INTELECTUAL.

CONFORME DISSE NO OUTRO DIA, A VIDA PARA MIM NÃO É UM PROCESSO DE APRENDIZAGEM; CONTUDO TRATAMOS A VIDA COMO SE ELA FOSSE APENAS UMA ESCOLA PARA APRENDER COISAS, APENAS UM SOFRIMENTO PARA APRENDER; COMO SE TUDO SERVISSE SOMENTE COMO UM MEIO PARA QUALQUER OUTRA COISA.

DIZEM QUE SE PUDEREM APRENDER A CONTEMPLAR ENFRENTARÃO A VIDA NA ÍNTEGRA, AO PASSO QUE EU DIGO QUE SE A VOSSA AÇÃO FOR COMPLETA, ISTO É, SE A VOSSA MENTE E CORAÇÃO ESTIVEREM EM COMPLETA HARMONIA, ENTÃO ESSA MESMA AÇÃO É CONTEMPLAÇÃO, É SEM ESFORÇO.

PERGUNTA: PODE UM PASTOR QUE SE LIBERTOU DAS DOUTRINAS CONTINUAR A SER UM PASTOR DA IGREJA LUTERANA?

KRISHNAMURTI: EU CREIO QUE ELE NÃO PERMANECERÁ NO MINISTÉRIO. O QUE QUEREM DIZER COM PASTOR? AQUELE QUE LHES DÁ O QUE QUEREM ESPIRITUALMENTE, ISTO É, CONFORTO? CERTAMENTE QUE A PERGUNTA JÁ FOI RESPONDIDA. VOCÊS PROCURAM MEDIADORES PARA AJUDÁ-LOS.

TAMBÉM ESTÃO ME TRANSFORMANDO NUM PASTOR – UM PASTOR SEM DOUTRINAS, MAS CONTINUAM PENSANDO EM MIM COMO UM PASTOR. MAS RECEIO QUE NÃO O SEJA. NÃO LHES POSSO DAR NADA. UMA DAS DOUTRINAS CONVENCIONALMENTE ACEITA É QUE OS OUTROS PODEM CONDUZI-LOS À VERDADE, QUE ATRAVÉS DO SOFRIMENTO DO OUTRO VOCÊS PODEM COMPREENDÊ-LO; MAS EU AFIRMO QUE NINGUÉM OS PODE CONDUZIR À VERDADE.

PERGUNTA: SUPONHA QUE O PASTOR É CASADO E DEPENDENTE DA SUA POSIÇÃO PARA A SUA SUBSISTÊNCIA?

KRISHNAMURTI: ESTÁ DIZENDO QUE SE O PASTOR DESISTIR DO SEU TRABALHO, A SUA MULHER E OS SEUS FILHOS SOFRERIAM, O QUE SERIA UM SOFRIMENTO REAL PARA ELE, BEM COMO PARA A SUA MULHER E FILHOS. DEVERIA ELE DESISTIR? SUPONHAM QUE EU SOU UM PASTOR; QUE JÁ NÃO ACREDITO EM IGREJAS E SINTO A NECESSIDADE DE ME LIBERTAR DELAS. TEREI EM CONSIDERAÇÃO A MINHA MULHER E OS MEUS FILHOS? NÃO. ESSA DECISÃO REQUER GRANDE COMPREENSÃO.

PERGUNTA: DISSE QUE A MEMÓRIA REPRESENTA UMA EXPERIÊNCIA QUE NÃO FOI COMPREENDIDA. ISSO SIGNIFICA QUE AS NOSSAS EXPERIÊNCIAS NÃO TÊM QUALQUER UTILIDADE PARA NÓS? E PORQUE É QUE UMA EXPERIÊNCIA TOTALMENTE COMPREENDIDA NÃO DEIXA MEMÓRIA?

KRISHNAMURTI: RECEIO BEM QUE A MAIORIA DAS EXPERIÊNCIAS QUE SE TÊM NÃO TENHAM QUALQUER UTILIDADE. VOCÊS REPETEM A MESMA COISA VEZES SEM CONTA, AO PASSO QUE PARA MIM UMA EXPERIÊNCIA REALMENTE COMPREENDIDA LIBERTA A MENTE DE TODA A PROCURA DE EXPERIÊNCIAS.

VOCÊS CONFRONTAM UM INCIDENTE, DO QUAL ESPERAM APRENDER, DO QUAL ESPERAM LUCRAR, E MULTIPLICAM EXPERIÊNCIAS, UMA APÓS A OUTRA. COM ESSA IDEIA DE SENSAÇÃO, DE APRENDIZAGEM, DE LUCRO, ENFRENTAM VÁRIAS EXPERIÊNCIAS; ENFRENTAM-NAS COM UMA MENTE PRECONCEITUOSA.

ESTÃO ASSIM USANDO AS EXPERIÊNCIAS QUE OS CONFRONTAM APENAS COMO UM MEIO DE OBTER OUTRA COISA – FICAR RICOS EMOCIONAL OU MENTALMENTE, DESFRUTAR. PENSAM QUE ESTAS EXPERIÊNCIAS NÃO TÊM VALOR INERENTE; CONTAM COM ELAS SOMENTE PARA OBTER OUTRA COISA ATRAVÉS DELAS.

ONDE HÁ CARÊNCIA TEM QUE HAVER MEMÓRIA, QUE CRIA O TEMPO. E A MAIORIA DAS MENTES, ESTANDO APANHADAS PELO TEMPO, ENFRENTAM A VIDA COM ESSA LIMITAÇÃO. ISTO É, DELIMITADAS POR ESSA LIMITAÇÃO TENTAM COMPREENDER ALGO QUE NÃO TEM LIMITE. POR ISSO EXISTE O CONFLITO. POR OUTRAS PALAVRAS, AS EXPERIÊNCIAS DAS QUAIS TENTAMOS APRENDER NASCEM DA REAÇÃO. NÃO EXISTE TAL COISA COMO APRENDER DA EXPERIÊNCIA OU ATRAVÉS DA EXPERIÊNCIA.

O INTERLOCUTOR QUER SABER PORQUE É QUE UMA EXPERIÊNCIA TOTALMENTE COMPREENDIDA NÃO DEIXA MEMÓRIA. NÓS ESTAMOS SÓS, VAZIOS; SENDO CONSCIENTES DESSE VAZIO, DESSA SOLIDÃO, VOLTAMO-NOS PARA A EXPERIÊNCIA PARA O PREENCHER. DIZEMOS, “APRENDEREI DESTA EXPERIÊNCIA; DEIXA-ME ENCHER A MENTE COM EXPERIÊNCIA QUE DESTRÓI A SOLIDÃO.” A EXPERIÊNCIA REALMENTE DESTRÓI A SOLIDÃO, MAS TORNA-NOS MUITO SUPERFICIAIS. ISSO É O QUE SEMPRE ESTAMOS FAZENDO; MAS SE COMPREENDERMOS QUE ESTA MESMA CARÊNCIA CRIA A SOLIDÃO, ENTÃO A SOLIDÃO DESAPARECERÁ.

PERGUNTA: EU SINTO O EMARANHADO E A CONFUSÃO DO APEGO NO PENSAMENTO E NO SENTIMENTO QUE CARACTERIZAM A RIQUEZA E A VARIEDADE DA MINHA VIDA. COMO POSSO APRENDER A SER DESAPEGADO DA EXPERIÊNCIA DA QUAL PAREÇO SER INCAPAZ DE FUGIR?

KRISHNAMURTI: PORQUE QUER ESTAR DESAPEGADO? PORQUE O APEGO LHE CONFERE DOR. A POSSE É UM CONFLITO NO QUAL HÁ CIÚME, OBSERVAÇÃO CONTÍNUA, LUTA INFINDÁVEL. O APEGO CONFERE-LHE DOR; POR ISSO DIZ, “DEIXA-ME DESAPEGAR-ME.”, ISTO É, O SEU DESAPEGO É APENAS UMA FUGA DA DOR.

VOCÊ DIZ, “DEIXA-ME ENCONTRAR UMA MANEIRA, UM MEIO, PELO QUAL NÃO SOFRA.” NO APEGO HÁ UM CONFLITO QUE O DESPERTA, QUE O AGITA, E PARA NÃO SER DESPERTADO ANSEIA O DESAPEGO. VAI PELA VIDA QUERENDO EXATAMENTE O OPOSTO DAQUILO QUE LHE CONFERE DOR, E ESSE MESMO QUERER NÃO É SENÃO UMA FUGA DA COISA EM QUE ESTÁ APRISIONADO.

NÃO SE TRATA DE APRENDER O DESAPEGO, MAS SIM DE PERMANECER DESPERTOS. O APEGO CONFERE-LHES DOR.

MAS SE, EM VEZ DE TENTAREM FUGIR, TENTAREM MANTER-SE DESPERTOS, ENFRENTARÃO ABERTAMENTE CADA EXPERIÊNCIA E A COMPREENDERÃO. SE ESTIVEREM APEGADOS E ESTIVEREM SATISFEITOS COM O VOSSO ESTADO, NÃO EXPERIMENTAM QUALQUER PERTURBAÇÃO. SOMENTE QUEREM O OPOSTO EM TEMPOS DE DOR E SOFRIMENTO, PORQUE PENSAM QUE O OPOSTO LHES DARÁ ALÍVIO.

SE ESTIVEREM APEGADOS A UMA PESSOA, E HOUVER PAZ E SOSSEGO, TUDO SE MOVE SUAVEMENTE DURANTE ALGUM TEMPO; DEPOIS ACONTECE ALGO QUE LHES CONFERE DOR. TOMEMOS, POR EXEMPLO, UM MARIDO E MULHER; NA SUA POSSE, NO SEU AMOR, HÁ CEGUEIRA COMPLETA, FELICIDADE. A VIDA DECORRE SUAVEMENTE ATÉ QUE ALGO ACONTECE – ELE PODE DEIXÁ-LA, OU ELA PODE APAIXONAR-SE POR OUTRO. ENTÃO HÁ DOR. EM TAL SITUAÇÃO VOCÊS DIZEM PARA SI PRÓPRIOS, “TENHO QUE APRENDER O DESAPEGO”. MAS SE VOLTAREM A AMAR REPETEM A MESMA COISA.

MAIS UMA VEZ, QUANDO EXPERIMENTAM A DOR APEGO, DESEJAM O OPOSTO. É A NATUREZA HUMANA; É ISSO O QUE CADA SER HUMANO QUER.

PORTANTO NÃO É UMA QUESTÃO DE OBTER DESAPEGO.

É UMA QUESTÃO DE VER A PARVOÍCE DO APEGO QUANDO SOFREM POR ESTAR APEGADOS; ENTÃO NÃO VÃO PARA O OPOSTO.

ORA, O QUE ACONTECE? QUEREM ESTAR APEGADOS E, AO MESMO TEMPO, DESAPEGADOS, E NESTE CONFLITO HÁ DOR. SE NA PRÓPRIA DOR COMPREENDEREM A FINALIDADE DA DOR, SE NÃO TENTAREM FUGIR PARA O OPOSTO, ENTÃO A PRÓPRIA DOR OS LIBERTARÁ DE AMBOS, APEGO E DESAPEGO

Textos de J.Krishnamurti em Português - A Arte de Escutar

Extraído de: http://www.jiddu-krishnamurti.net/pt/krishnamurti-a-arte-de-escutar...

 

—————

Voltar


Contacto

Acessando a Divina Luz - Lições de Vida